Notícias › 21/07/2017

Papa concede Ano Jubilar a Irmãs Clarissas de Sória

Madrid – O Papa Francisco, por meio da Penitenciaria Apostólica, concedeu um Ano Jubilar às Irmãs Clarissas de Sória, Espanha.

O Pontífice autorizou a celebração por ocasião dos 75 anos da exposição permanente de Jesus Eucarístico.

Este tempo de graça será aberto pelo Bispo de Osma-Soria, Dom Abilio Martínez Varea, na sexta-feira 11 de agosto, festividade de Santa Clara de Assis e se prolongará até 11 de agosto de 2018.

Para organizar e coordenar as atividades deste ano festivo, o bispo nomeou um delegado episcopal, o presbítero diocesano Rubén Tejedor Montón.

Santíssimo Sacramento exposto 24 horas
Foi a então Abadessa da comunidade – a hoje Venerável Madre Clara Sánchez de la Concepción – que viu a necessidade de manter permanente exposto o Santíssimo Sacramento em sua comunidade de irmãs pobres de Santa Clara.

Assim, desde 11 de agosto de 1942, Jesus Eucarístico é adorado dia e noite, permanecendo a Igreja de Santo Domingo de Sória aberta das 7 da manhã às 9 da noite.
“São muitas as pessoas que neste templo, diante da Eucaristia, encontram paz e consolo”, explicou o bispado.

Incentivar a adoração a Jesus Eucarístico
A comunidade das Irmãs Clarissas destacou que, por ocasião da celebração destes 75 anos, deseja estender e incentivar a adoração e o amor a Jesus Sacramentado, e atrair muitas almas para ele, para que possam usufruir e enriquecer-se da graça jubilar.

“Nós nos rejubilamos nos ideais que deixou Madre Clara, declarada Venerável em 3 de abril de 2014. Ela viveu neste convento desde 1922 até 1973, ano em que faleceu repentinamente, e o Espírito Santo infundiu nela um amor ardente por Jesus na Eucaristia e para retornar às fontes do carismas clariano”, afirmou uma religiosa da comunidade.

O Bispado, por sua vez, sublinhou que depois de passar privações e viver na pobreza, depois de ter superado inumeráveis dificuldades, Madre Clara recebeu a permissão do bispo para a exposição permanente do Santíssimo.

O início
Assim, naquele 11 de agosto de 1942 teve início a exposição permanente do Santíssimo e desde então a Comunidade das Clarissas, os fiéis sorianos e muitos visitantes da cidade que conhecem e amam a Eucaristia, “vem à nossa Igreja de Santo Domingo para adorar a Jesus Sacramentado”.

Com a celebração deste Ano Jubilar, se pretende que os fiéis de toda a Diocese aprofundem a fé e busquem uma maior aproximação aos Sacramentos, em especial o da Reconciliação e a Eucaristia.

Ademais, durante o Ano Jubilar, se poderá lucrar a Indulgência Plenária peregrinando à Igreja de Santo Domingo de Sória e rezando diante de Jesus Eucarístico e cumprindo as condições estabelecidas, como a Confissão sacramental, comunhão e oração nas intenções do Sumo Pontífice.

“Aqui o amor é amado”
“Aquí el Amor es amado” será o lema do Ano Jubilar. Esta frase era pronunciada pela Venerável Madre Clara diante do clamor de São Francisco de Assis que, sofrendo pela indiferença de muitos, repetia frequentemente: “O amor não é amado!”.

Para o Ano Jubilar o Bispado prepara um intenso programa para “dar a conhecer o culto eucarístico no Mosteiro e a figura providencial da Madre Clara, aproximar muitas pessoas de Cristo e dar a conhecer a sua vida e carisma”.

Cerca de cem irmãs formam esta comunidade de Clarissas, divididas em cinco conventos: 54 em Sória (onde ingressará outra jovem de Toledo nos próximos dias), 14 em Valdemoro (Madrid), dez em Medinaceli, 12 em Zimbabwe e seis em Moçambique, onde nos últimos meses ingressaram duas jovens moçambicanas.

Fonte: http://br.radiovaticana.va/news/2017/07/21/papa_concede_ano_jubilar_a_irm%C3%A3s_clarissas_de_s%C3%B3ria/1326250

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.