Notícias › 29/08/2018

Na Irlanda, Papa Francisco dirige palavra aos capuchinhos

No sábado, 25 de agosto, em Dublin, o Papa Francisco visitou o Centro de Acolhimento dos Sem Teto gerido pelos Freis Capuchinhos. Saudado pelo prior da comunidade, o Papa Francisco disse as seguintes palavras, de improviso.

O texto foi publicado pela Sala de Imprensa do Vaticano, 25-08-2018. A tradução é de Luisa Rabolini.

Eis as palavras de Francisco.
Querido irmão, querido bispo, queridos irmãos Capuchinhos e todos vocês, irmãos e irmãs!

O senhor [NT: dirigindo-se ao Padre Capuchinho que fez a apresentação] disse que os Capuchinhos são conhecidos como os frades do povo, próximos do povo, e isso é verdade. E se por vezes alguma comunidade capuchinha se afasta do povo de Deus, ela cai. Vocês têm uma sintonia especial com o povo de Deus, aliás, com os pobres. Têm a graça de contemplar as chagas de Jesus em pessoas que passam necessidade, que sofrem, que não são felizes ou que não têm coisa alguma, ou estão cheias de vícios e falhas. Para vocês é a carne de Cristo. Este é o vosso testemunho e a Igreja precisa desse testemunho. Obrigado.

Depois direi outra coisa a vocês [NT: dirigindo-se aos pobres]. Outra coisa que o Frei disse e que tocou meu coração: que vocês não pedem nada aqui. É Jesus quem vem [nos pobres]. Vocês não pedem coisa alguma. Aceitam a vida como ela se apresenta, oferecem consolo e, se necessário, perdoam. Isso me faz pensar – como uma repreensão – nos sacerdotes que, ao contrário, vivem fazendo perguntas sobre a vida das pessoas e na Confissão cavam, cavam, cavam nas consciências… O vosso testemunho ensina os sacerdotes a escutar, ser próximos, perdoar e não perguntar muito. Ser simples, como Jesus contou que fez aquele pai, quando o filho voltou cheio de pecados e vícios: o pai não se sentou no confessionário e se pôs a perguntar e perguntar; ele acolheu o arrependimento do filho e o abraçou. Que o vosso testemunho para o povo de Deus, e este coração capaz de perdoar sem causar sofrimento, alcance todos os sacerdotes. Obrigado!

E vocês, queridos irmãos e irmãs, agradeço pelo amor e pela confiança que têm com os padres Capuchinhos, obrigado por terem vindo com confiança! Direi uma coisa a vocês: sabem por que vêm com confiança? Porque eles vos ajudam sem tirar a vossa dignidade. Para eles, cada um de vocês é Jesus Cristo. Obrigado pela confiança que depositam em nós. Vocês são a Igreja, são o povo de Deus. Jesus está convosco. Eles vos darão coisas das quais vocês precisam, mas escutem os conselhos que eles vos dão: eles sempre aconselharão bem. E se tiverem alguma coisa, alguma dúvida, alguma dor, falem com eles, e eles vos aconselharão bem. Vocês sabem que eles vos querem bem: caso contrário, esta obra aqui não existiria. Obrigado pela vossa confiança. E uma última coisa: rezem. Rezem pela Igreja. Rezem pelos sacerdotes. Rezem pelos Capuchinhos. Rezem pelos bispos, pelo vosso Bispo. E rezem por mim também… permito-me pedir um pouco. Rezem pelos sacerdotes, não se esqueçam.

Muito obrigado! Agora, cada um de vocês adentre em seu coração e pense em seus entes queridos, porque darei a bênção também a eles, a vocês e a eles. E vamos dar um passo adiante: se algum de vocês tiver um inimigo ou alguém a quem não queira bem, coloque-o em seu coração também, assim ele receberá a bênção.

God bless you all, the Father, the Son and the Holy Spirit.
Thank you very much.

Disponível em: http://www.ihu.unisinos.br/582184-irlanda-papa-francisco-aos-capuchinhos-o-testemunho-de-voces-ensina-os-padres-a-escutar-ser-proximos-perdoar-e-nao-perguntar-muito

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.