Notícias › 06/10/2018

JUFRA DO BRASIL ELABORA MANIFESTO DE DENÚNCIA DO DISCURSO DE ÓDIO E PROMOÇÃO DA PAZ

Irmãs e Irmãos,

Paz – fruto da justiça – e todo Bem!

Nós, jufristas, membros do Secretariado Fraterno Nacional e Secretários/as Fraternos/as Regionais da Juventude Franciscana do Brasil, assinamos em comunhão esse manifesto histórico que é lançado dentro de um contexto político, mas também dentro de um processo formativo da Juventude Franciscana.  Construído a partir das bases, pelas palavras dos secretários/as regionais, este manifesto revela a diversidade constitutiva da nossa juventude, sendo a base fundamental contrária ao discurso de ódio. Nossos documentos e as cartas lançadas por organizações parceiras nos servem de inspiração. A oração da paz atribuída a São Francisco, em uma nova versão e dentro do contexto, é parte de um manifesto cujas únicas armas utilizadas são a conscientização e a oração.

Inseridos/as na realidade socioambiental do país, a partir da JUFRA, somos sujeitos com potencial de transformação e protagonistas da nossa História. Assim, este manifesto não é isolado, mas se situa junto a tantas outras reflexões que nós jovens franciscanos/as acompanhamos, como a defesa da democracia e contra o golpe, a retirada de direitos e as decisões arbitrárias que ocorreram e ocorrem no país. Ainda assim, este documento é também fruto de uma construção formativa!

Contra o ódio, o preconceito e em defesa dos Direitos Humanos, estamos nas lutas diárias assumidas com o testemunho de tantos/as jufristas engajados/as em suas comunidades e realidades.

Com a jufrista Fernanda, somos de uma “…descendência diversificada.” Por ela, filha de uma mulher descendente italiana e um pai negro e descendente indígena, relembramos a diversidade com que nosso povo é formado. É pelo respeito a todos, em especial aos povos negros e de comunidades quilombolas, povos indígenas e imigrantes, somos contra os discursos que os discriminam e desvalorizam!

Com a jufrista Nayla, “artista, professora e franciscana, com medo do que será da cultura, das escolas e da igreja!”, partilhamos um sentimento comum. Nos diversos espaços em que atuamos, o sentimento de medo parece avançar. As conquistas estão em risco e o rosto da censura e do moralismo se revela! Estamos falando aqui dos jovens artistas, do livre exercício da docência e das diferentes expressões religiosas e eclesiais.

Com o jufrista Glenilson, “jovem, cristão leigo, negro, filho de mãe solteira, nordestino e  acreditando em um projeto de sociedade igualitária, que garanta  vida digna para todos, em especial aos pobres”, nos unimos em prol de políticas públicas consistentes e estruturadas, baseada no respeito, nos ideais de justiça, paz e de fraternidade universal. Conscientes de que é grande o número de jovens criados por mães e avós, mulheres que merecem todo respeito, queremos ecoar nossa voz contra o machismo, o sexismo e a violência contra a mulher.

Com os jufristas Cazuza e Mayra, dizemos que “é inaceitável o que estamos vivenciando neste momento, com a nossa jovem democracia sendo atacada e ameaçada”, o que nos recorda a história da nossa pátria e também da JUFRA, alvo de investigação durante a Ditadura Militar.

Em momentos históricos distintos, mas marcados pela necessidade de transformação, Francisco mostrou que é possível mudar, trazendo novos valores e novas forma de enxergar a vida. Hoje, sejamos nós promotores/as desta mudança, em nível pessoal, familiar, comunitário, social e político, denunciado o ódio e promovendo a paz.

Em espírito de fraternidade, lutamos e rezamos juntos/as:

Oração de São Francisco para os nossos dias!

Senhor, faça de mim instrumento da sua paz!

Onde houver pena de morte,

que eu leve a conversão e restauração.

Onde houver a tortura,

que eu leve a dignidade da vida humana.

Onde houver a ditadura e o totalitarismo,

que eu leve o livre arbítrio e a democracia

Onde houver a discriminação,

que eu leve a acolhida aos sofredores e excluídos.

Onde houver discursos de ódio,

que eu leve a misericórdia e a caridade.

Onde houver preconceito contra as mulheres,

que eu leve o respeito e o amor.

Onde houver culto às armas,

que eu leve a promoção da paz.

Onde houver esterilização de pessoas pobres,

que eu leve a defesa das famílias e da vida.

Onde houver xenofobia e repulsa aos refugiados,

que eu leve a acolhida aos estrangeiros.

Ó Mestre, faça com que eu procure mais:

perdoar do que ser vingativo,

pacificar do que ser violento,

amar do que ser preconceituoso.

Pois é semeando a paz

que se se constrói a paz.

É promovendo direitos

que se tem os direitos.

E é somente na fraternidade

que se constrói a democracia.

Amém.

 

Assinam o Manifesto:

Washington Lima dos Santos – Secretário Fraterno Nacional,  Engenheiro Químico, Mestrando em Engenharia Química

Juliana Caroline Gonçalves Almeida – Secretária Nacional de Formação,  Licenciada em Letras, Master em Evangelização (ITF)

Igor Guilherme Pereira Bastos – Secretário Nacional de Direitos Humanos, Justiça, Paz e integridade da Criação (DHJUPIC), Executiva do Sinfrajupe, Engenheiro Civil

Emanuelson Matias de Lima – Assessor Nacional para Registro e Arquivo, Historiador e Graduando em Gestão Pública e Pedagogia

Humberto Martins de Lima Magalhães –  Secretário Nacional de Finanças, Bacharel em Administração

Muhammed H. C. Araújo – Secretário Nacional de Ação Evangelizadora – Bacharel em Ecologia

Danielle Maria dos Santos e Silva –  Secretária Nacional de Comunicação Social, Registro e Arquivo, Bióloga, Especialista em Análises Clínicas

José Douglas Soares – Secretário Nacional para Área Nordeste B, Bacharel em Zootecnia

Maricélia Morais Ribeiro – Secretária Nacional para a Área Centro Oeste, Professora

Marcio Bernardo de Oliveira Ramos – Secretário Nacional para a Área Sudeste, Administrador

Bruno Soares – Secretário Nacional para a Área Sul, Professor de Arte na Rede pública, autor de livros didáticos

Adrielly Alves da Sila – Secretária Nacional para a Área Norte, Engenheira de Pesca

Jéssica Maria de Lima Rocha – Secretária Nacional para a Área Nordeste A, Assessora Jurídica da Jufra do Brasil, Canonista, Constitucionalista e Protetora Animal

Fernanda Bastos Alves – Secretária Fraterna Regional Centro,  Psicóloga

Nayla Faria Cardoso de Sá – Secretária Fraterna Regional São Paulo, Atriz e professora de Arte

Glenylson Ferreira Ribeiro – Secretário Fraterno Regional Maranhão, administrador

Mayra Caroliny de Oliveira Santos –  Secretária Fraterna Regional Ceará/Piauí, Bióloga, Mestranda em Zoologia)

Katherine Bianchini Esper – Secretária Fraterna Regional Rio Grande do Sul, graduanda em Engenharia Elétrica

Cícero Feitoza- Secretário Fraterno Regional Pernambuco/Alagoas, Cirurgião-Dentista

Cazuza Souza – Secretário Fraterno Regional Bahia Norte, Educador e Comunicador Popular

Ana Maria Kozlik – Secretária Regional Paraná

Felipe Viveiros da Rocha – Representante do Regional de Santa Catarina, Tecnologista Mecatrônico e Graduando em Design

Sabrina Oliveira – Secretária Regional Minas Gerais, Bacharel em Direito

Cleicilene Ferrerira Rodrigues – Secretária Fraterna Regional Pará Leste/Amapá

Patrick Martins – Secretário Fraterno Regional Bahia Sul, Graduando em Direito

Alex Ferdele do Nascimento – Secretário Regional Sergipe, Historiador e

Articulador do Movimento Nacional de Direitos Humanos em Sergipe

Daniele Dias Meireles – Secretária Regional Paraíba/Rio Grande do Norte, Enfermeira

Joyce Cristina dos Santos Araújo – Secretária Fraterna Regional Rio de Janeiro/Espírito Santo, Formada em fotografia Jornalística

Wescley de França Rodrigues – Ex-Jufrista, Historiador pela UFRN

Esther Fagundes Machado – Secretária de Direitos Humanos, Justiça, Paz e Integridade da Criação do Regional Sul 3 – RS, Secretária de Comunicação Social, Registro e Arquivo da Fraternidade São Damião/POA-RS

Frei Christian Junio, OFM – Assistente Espiritual da Fraternidade Santa Rosa de Viterbo/ Betim-MG, Membro do Secretariado da Família Franciscana de Minas Gerais, Graduado em Ciências Biológicas

Aislan Soares Viçosa – Secretário de Ação Evangelizadora da Fraternidade Utopia – Santa Maria-RS

Ocerlan Ferreira Santos – Formando da OFS NE B3, Graduado em História e Mestre em Memória: Línguagem e Sociedade UESB

Frei Wellington Buarque, OFM – Assistente Espiritual Nacional da Jufra do Brasil, Bacharel em Teologia e Ciências Biológicas

Lucas Lins – Secretário de Direitos Humanos,Justiça, Paz e Integridade da Criação do Regional NE A2-CE/PI, Acadêmico de Ciências Sociais UECE

Maria Aparecida S. Oliveira – Secretária de Finanças do Regional Sudeste 2 – RJ/ES, Graduada em História

Francisco Carlos Rocha – Secretário de Formação do Regional NE A2 – CE/PI, Acadêmico de Direito UESPI

Amanda Corrêa Rocha – Secretária de Formação do Regional Sul 3 – RS, Secretária Fraterna da Fraternidade Utopia – Santa Maria/RS, Acadêmica de Psicologia

Marcelo Van Arem – OFS

Gabriel Bruno Moreira Rosa – Ex-Secretário de Direitos Humanos, Justiça, Paz e Integridade da Criação do Regional Sudeste / MG

Edivanderson Lopes Silva – Secretário de Finanças do Regional Norte 3/ Pará Oeste, Licenciado em Pedagogia e Engenheiro de Pesca

Giseli Ferreira Miranda – OFS, Animadora Fraterna Local da Fraternidade Santa Clara/  Itambacuri-MG,Graduada em Serviço Social

Charles Bezerra do Nascimento – Ex-Jufrista, Ministro Regional da OFS PB/RN, Administrador

Eva de Fátima Gonçalves do Nascimento – Animadora Vocacional OFS Votuporanga-SP, Licenciada em Pedagogia UNIFEV com habilitação em Deficiência Intelectual, Especialista em Atendimento Educacional Especializado UNESP-Marília/SP

QUER ASSINAR O MANIFESTO?
Caso leia e aprove esse manifesto, acesse o Facebook da JUFRA DO BRASIL e coloque nos comentários seu nome, serviço e formação acadêmica para atualização da lista no site da JUFRA e para que fique registrado em nossa história! Seja jufrista, ex-jufrista ou como apoio para membros de outro movimento/organização.

Disponível em: JUFRA DO BRASIL

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.