Espiritualidade › 05/07/2018

Humildade e fé

Caríssimos, trilhar os caminhos do Senhor para a eternidade, requer obediência e fidelidade à sua Palavra, pois para que o nosso testemunho seja veraz se faz necessário nossa adesão total ao seu plano de amor para nossa salvação. De fato, isso exige de nossa parte determinação e completo desprendimento de todos os nossos apegos mundanos, de todos os nossos planos.

Com efeito, alguém poderá dizer, ora, mas isto não é fácil de se pôr em prática, todavia, a resposta será a mesma que São Paulo deu aos seus catequisandos: “Assim, meus caríssimos, vós que sempre fostes obedientes, trabalhai na vossa salvação com temor e tremor… Porque é Deus quem, segundo o seu beneplácito, realiza em vós o querer e o executar.” Ora, sem essa adesão de nossa parte não existe crescimento no estado de graça nem o real conhecimento da vontade do Senhor para a santificação de nossas almas.

De certo, isso requer o testemunho de nossa de fé, isto é, transparecer Cristo para não caímos nos mesmos erros dos exemplos de infidelidade que meditamos na primeira leitura de hoje, onde o rei de Israel e o sacerdote do santuário do rei queriam impedir que a Palavra do Senhor fosse proclamada e vivida por aqueles que precisavam ouvia-la.

No Evangelho de hoje, vimos duas posturas totalmente diversas por parte daqueles que se aproximaram de Jesus. Em sua narrativa o evangelista descreve: “Apresentaram-lhe, então, um paralítico deitado numa cama. Vendo a fé que eles tinham, Jesus disse ao paralítico: “Coragem, filho, os teus pecados estão perdoados!” Logo os mestres da lei o acusaram em seus pensamentos de blasfêmia, ao que o Senhor respondeu com a cura do paralítico.

Conclusão: O Senhor tem todo poder sobre o céu e sobre a terra, mas é preciso acolher o seu poder com fé e humildade de coração, porque sem essas virtudes não existe sincera adesão ao Seu plano salvífico; pelo contrário, existe rejeição a ele, caindo-se no pecado do orgulho não aceitando o perdão e a cura que Ele veio realizar em todos os que se aproximam Dele.

Paz e Bem!

Frei Fernando Maria OFMConv.

Fonte: http://brasilfranciscano.blogspot.com/

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.