Notícias › 25/04/2018

Giro de notícias com Papa Francisco

(Cidade do Vaticano) – Papa: não estamos sós na luta contra o mal

“É cansativo combater contra o mal, fugir de seus enganos, recuperar as forças depois de uma luta exaustiva, mas devemos saber que toda a vida cristã é um combate. Mas, nesta luta, nunca estamos sós!”, encorajou o Papa. Neste 25 de abril, feriado da “Libertação” na Itália, o Papa Francisco acolheu milhares de fiéis e peregrinos para a Audiência Geral. Num típico dia primaveril em Roma, o Pontífice prosseguiu seu ciclo de catequese sobre o Batismo, falando hoje sobre “A força de vencer o mal”.

A beleza da oração

“Não vamos à fonte batismal sozinhos”, explicou o Papa, mas acompanhados pela oração de toda a Igreja, como indica a invocação dos Santos que precede a oração do exorcismo e a unção com o óleo dos catecúmenos.

São gestos que, desde a antiguidade, certificam, a quantos estão para renascer como filhos de Deus, de que a oração da Igreja os assiste na luta contra o mal, ajudando-os a libertar-se do poder do pecado para passar ao reino da graça divina.

“A Igreja reza e reza por todos. É belo rezar pelos outros. Pedir por quem se encontra na necessidade, por quem não tem fé. A oração da Igreja está sempre em ato, devemos rezar por todo o povo de Deus e por quem necessita de oração”, disse Francisco.

Fórmula mágica

Por isso, o caminho dos catecúmenos adultos é marcado por repetidos exorcismos pronunciados pelo sacerdote: são orações que invocam a libertação de tudo o que os separa de Cristo e impede a sua união íntima com Ele. E, no caso do Batismo de crianças, pede-se a Deus que as liberte do pecado original e as consagre como habitação do Espírito Santo.

“Não se trata, porém, de uma fórmula mágica, mas é um dom do Espírito Santo que habilita, quem o recebe, a lutar contra o espírito do mal acreditando que Deus enviou o seu Filho ao mundo para destruir o poder de satanás e transferir o homem liberto das trevas para o seu reino de luz infinita”, explicou o Pontífice.

Por experiência, sabe-se que a vida cristã é um combate sem fim contra o mal, pois estamos sempre sujeitos à tentação de nos separar de Deus e da sua vontade, para recair nos laços das seduções mundanas. “O Batismo nos dá força para esta luta cotidiana”, reiterou o Papa.

Não estamos sós

Além da oração de exorcismo, temos a unção no peito com o óleo dos catecúmenos, como sinal de salvação que significa que a força de Cristo Salvador nos fortalece para lutar contra o mal e vencê-lo.

“É cansativo combater contra o mal, fugir de seus enganos, recuperar as forças depois de uma luta exaustiva, mas devemos saber que toda a vida cristã é um combate. Mas, nesta luta, nunca estamos sozinhos!”, encorajou o Papa.

A Igreja reza pelos seus filhos regenerados no Batismo para que não sucumbam às ciladas do maligno, mas as vençam com a força do Senhor ressuscitado, que derrotou o demônio. E assim também nós podemos repetir com a fé de São Paulo: «De tudo sou capaz Naquele que me dá força». “Todos nós podemos vencer, mas com a força que vem de Jesus”, concluiu o Papa.

Fonte: https://www.vaticannews.va/pt/papa/news/2018-04/papa-francisco-audiencia-geral-batismo1.html#play


(Cidade do Vaticano) – Papa receberá no Vaticano vítimas chilenas de abusos

Francisco “deseja pedir perdão, compartilhar a dor e vergonha por aquilo que sofreram e, sobretudo, ouvir sugestões a fim de evitar que se repitam esses atos reprováveis”., declarou Greg Burke. No próximo final de semana, o Papa Francisco vai acolher na Casa Santa Marta três vítimas de abusos cometidos pelo clero no Chile: são Juan Carlos Cruz, James Hamilton e Jose Andrés Murillo.

A notícia foi confirmada esta quarta-feira pelo Diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Greg Burke.

Perdão e ação

O Papa agradece aos chilenos por terem aceitado o convite. Durante esses dias de encontro pessoal e fraterno, acrescentou Burke, Francisco “deseja pedir perdão, compartilhar sua dor e sua vergonha por aquilo que sofreram e, sobretudo, ouvir suas sugestões a fim de evitar que se repitam esses atos reprováveis”.

O Pontífice receberá as vítimas individualmente, para permitir que falem o tempo necessário.

“O Santo Padre pede orações pela Igreja no Chile neste momento doloroso, auspiciando que esses encontros possam se realizar num clima de serena confiança e ser um passo fundamental para remediar e evitar para sempre os abusos de consciência, de poder e, em especial, sexuais no seio da Igreja.”

Fonte: https://www.vaticannews.va/pt/papa/news/2018-04/papa-francisco-abusos-sexuais-chile.html


(Cidade do Vaticano) – Transferência e nomeação de bispo para o Brasil

A Arquidiocese de Mariana (MG) e a diocese paranaense de Paranavaí têm novos bispos. Novo bispo para o Brasil: o Papa Francisco nomeou Bispo da diocese de Paranavaí (PR) o Pe. Mário Spaki, do clero da diocese de Ponta Grossa (PR), até então Secretário-executivo do Conselho Episcopal Regional Sul 2 da CNBB, com sede em Curitiba.

O Reverendo Mário Spaki nasceu em 14 de dezembro de 1971 em Irati, na diocese de Ponta Grossa. Na cidade paranaense estudou Filosofia e Teologia na Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma (1998). Também estudou Jornalismo na Pontifícia Universidade Católica do Paraná em Curitiba.

Em 3 de agosto de 2003 foi ordenado sacerdote e incardinado na diocese de Ponta Grossa, na qual foi Vigário Paroquial e Reitor do Seminário de Filosofia São José (2004-2012).

Desde 2013 é Secretário-executivo do Conselho Episcopal Regional Sul 2 da CNBB, com sede em Curitiba.

Fonte: https://www.vaticannews.va/pt/igreja/news/2018-04/papa-francisco-nomeacoes-mariana-paranavai.html


(Cidade do Vaticano) – O encorajamento do Papa às duas Coreias

O Papa Francisco rezou um Pai-Nosso com os fiéis na Praça São Pedro em vista do encontro entre os dois líderes coreanos na próxima sexta-feira. No final da catequese, Francisco recordou que na próxima sexta-feira, 27 de abril, se realizará um Vértice Inter-Coreano, do qual participarão os líderes das duas Coreias: Moon Jae-in e Kim Jong Un.

“ Este encontro será uma ocasião propícia para iniciar um diálogo transparente e um percurso concreto de reconciliação e de fraternidade, a fim de garantir a paz na Península Coreana e no mundo inteiro. ”

O Papa garantiu sua oração pessoal ao povo coreano e a proximidade de toda a Igreja.

“A Santa Sé acompanha, apoia e encoraja toda iniciativa útil e sincera para construir um futuro melhor, no signo do encontro e da amizade entre os povos. A todos que têm responsabilidades políticas diretas, peço que tenham a coragem da esperança, fazendo-se ‘artífices’ da paz, enquanto os exorto a prosseguir com confiança o caminho empreendido pelo bem de todos.”

Depois deste apelo, o Papa Francisco convidou os fiéis na Praça a rezar com ele um Pai-Nosso.

Fonte: https://www.vaticannews.va/pt/papa/news/2018-04/papa-francisco-apelo-paz-coreia.html

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com