Espiritualidade › 06/06/2018

Cuidado com os pseudos evangelizadores

Amados irmãos e irmãs, com uma certa frequência, vemos algumas divergências entre os irmãos que professam a mesma fé. Foi assim ao longo dos séculos e atualmente não se foge à esta regra malfadada. Mas, porque isto acontece? No Evangelho de hoje, Jesus responde à esta pergunta no debate travado contra os Saduceus, pois estes trouxeram para dentro da fé suas próprias crenças e por causa delas puseram Jesus à prova querendo dissuadir as pessoas que Nele acreditavam pois, a Palavra de Jesus contradizia suas falsas doutrinas. Ora, eles afirmavam que não existia vida após a morte; enquanto, Jesus pregava o Reino de Deus, a ressurreição dos mortos, a vida eterna.

A resposta de Jesus mostrou o quão falsamente eles viviam a fé dos seus antepassados e o quanto eram intransigentes com aqueles que não acreditavam nos elementos estranhos que impunham como se fossem verdadeiros; e ai de quem não os seguissem. Pois, com isso se tornaram guias espirituais cegos à ponto de afrontarem o próprio Filho de Deus. Todavia, o Senhor lhes mostrou o quanto incorriam em graves erros por causa da miopia de suas doutrinas mortais.

Ora, normalmente os guias cegos fomentam divisões e embates de opiniões como se fossem autênticos em suas teses, para isto, basta uma simples afirmação de alguma autoridade que lhes contraria, para acender a chama de seu destempero e assim alardeiam uma série de acusações, tomando posições cada vez mais radicais, tentando se sobressair em tudo, não vendo que esse é o seu maior erro.

Caríssimos, olhando esse nosso tempo e mesmo nossa fé católica, às vezes também vemos um certo embate, principalmente no campo das novas mídias, entre os fazedores de opiniões que buscam seguidores para si e não para Cristo, e aqueles que simplesmente vivem a autenticidade de sua fé sem alardes.

Vejamos, então, o que diz o Senhor a respeito dos pseudos evangelizadores: “Errais, não compreendendo as Escrituras nem o poder de Deus. Por isso, eu vos digo: Nem todo aquele que me diz: Senhor, Senhor, entrará no Reino dos céus, mas sim aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus. No dia do juízo os homens prestarão contas de toda palavra vã que tiverem proferido. É por tuas palavras que serás justificado ou condenado.”

Paz e Bem!

Frei Fernando Maria OFMConv.

Fonte: http://brasilfranciscano.blogspot.com/

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com